Um povo imaculado, com e como a Imaculada.

quinta-feira, dezembro 10, 2015

(Imagem da padroeira Nossa Senhora da Conceição
da cidade de Gurinhém-PB, durante as festividades
do dia 08/12/2015)
Imaculados! Assim somos chamados por Deus a ser. Puros, inocentes, sem manchas, que busquem incessantemente esse estado de santidade no cotidiano, na família, no labor de cada dia, no convívio com os nossos, nas nossas relações com Deus e com o outro.
Celebramos a Imaculada Conceição da Virgem Maria. Uma Mulher que ganhou a predileção e a eleição de Deus, entre tantas outras, para ser a Mãe do Seu Filho. E, que por isso mesmo, foi preservada, pelo Espírito Santo, de toda mancha do pecado original, para que um dia gerasse, em Seu Ventre Santo, o próprio Cristo, Palavra de Deus encarnada e enviada a nós como Homem, nascido de mulher, para nos trazer a salvação prometida há tantos séculos. E, como Imaculada, Maria Santíssima viveu a sua vida terrena, cumprindo fielmente tudo o que Deus, seu Pai e Criador, lhe chamava a viver, em perfeita obediência à Palavra e aos planos do seu Senhor.
Imaculada na fé, quando, na Anunciação, acreditou nas palavras do Anjo que lhe dizia que se tornaria Mãe do Filho de Deus (Lc 1,38), porque sabia Quem era o Autor daquela promessa, e sabia que n’Ele podia depositar sua esperança. Imaculada na prontidão à missão, quando, apressadamente, saiu de si mesma e foi ao encontro de Isabel para se colocar a serviço (Lc 1, 39). Imaculada no louvor a Deus, quando, reconhecendo a sua pequenez, exaltou a Deus no seu cântico, o Magnificat (Lc 1, 47s). Imaculada na contemplação de Deus, quando tendo Jesus Menino em seus braços, foi a primeira a adorá-Lo, a ver n’Ele o Rosto do próprio Deus (Lc 2, 7). Imaculada na confiança em Deus, quando mesmo ouvindo tantas coisas que se diziam sobre Seu Filho e sobre Ela mesma, esperava em Deus e, em silêncio, guardava tudo no seu coração (Lc 2, 34. 51). Imaculada na coragem, quando ainda tendo um recém nascido nos braços, partiu, junto com seu José, para uma terra distante, o Egito, fugindo da perseguição de Herodes (Mt 2, 14). Imaculada na misericórdia pelo próximo, quando, em Caná, comoveu-se com a falta do vinho e recorreu ao Seu Filho para que Ele provesse ao que lhes faltava (Jo 2, 3s). Imaculada como Mestra, quando Ela mesma deixou-nos como que seu testamento espiritual, ensinando-nos a “fazer tudo o que Ele vos disser” (Jo 2, 5). Imaculada na obediência a Deus, quando o próprio Jesus, inspirado pela Sua presença, disse-nos que são da Sua família todos aqueles que fazem a vontade de Deus (Mt 12, 46s). Imaculada até na dor mais profunda, quando, aos pés da cruz (Jo 19, 25), assistiu a Paixão do próprio Filho, de pé, com aquela espada profetizada de dor transpassando seu coração, mas crendo que a morte não teria a última palavra na vida do Seu Filho, e, a partir d’Ele, na vida de mais ninguém. Imaculada na perseverança da oração, quando, com os Apóstolos, esperou em Jerusalém a vinda do Espírito prometido pelo Filho, sendo, junto com eles, abundantemente inflamada pelo Divino Amor (At 1,14). Imaculada, sempre Imaculada! No início e sempre, do início ao novo início!
Que magnífica Mãe nos foi dada! Com que perfeito modelo fomos presenteados por Deus! Com Ela e como Ela sejamos imaculados! Na fé, na prontidão à missão, no louvor, na adoração, na confiança, na coragem, na misericórdia, nos bons conselhos, na obediência, na dor, no júbilo, na perseverança da oração. Imaculados, sempre imaculados! Com Ela e como Ela!
Guardemos nossos corações da corrupção do mundo. Vigiemos para não cairmos nas tantas seduções que nos cercam e tentam nos afastar dos planos de Deus. Preservemos a pureza de nosso corpo e de nossas almas. Busquemos a santidade como quem busca um tesouro muito valioso, porque de fato ela o é, porque é por ela que um dia poderemos contemplar a Deus. “Bem aventurados os puros de coração, porque verão a Deus” (Mt 5, 8). Aleluia!
Que o Espírito Santo forme e levante um povo imaculado! Ele foi o “segredo” da Virgem Maria, Aquele que a tornou Santa e Imaculada desde a concepção e durante toda a Sua vida. Que, como Ela, possamos também dizer a Deus: Faça-se em mim!
Fazei o que Ele vos disser, disse a Imaculada. Este é o bom conselho, este é o caminho. Que homens e mulheres, crianças, jovens e idosos não desistam e nem cedam às seduções enganadoras dos tempos presentes. Sejam fortes, sejam combatentes na fé, perseverem na oração e na comunhão com Deus, e desejem, mais do que a qualquer outra coisa, ser de Deus, viver para Deus, buscar a Deus, fazer a vontade de Deus. Santos e imaculados pelo Espírito Santo. Eis o desejo ardente que brota do coração de Deus para todos nós, os Seus filhos! Que, pela intercessão da Imaculada Virgem Maria, alcancemos essa graça! Que assim seja!

Autor: Pe. Eduardo Braga (Pe. Dudu)

You Might Also Like

0 comentários

Deixe abaixo o seu comentário:

Subscribe